Websites. Boas Edições

30 Apr 2019 07:23
Tags

Back to list of posts

<h1>12 Op&ccedil;&otilde;es De Neg&oacute;cios Novinhos No Brasil</h1>

<p>Mulher n&atilde;o &eacute; amiga de mulher. Mulher julga mulher. Mulher inveja mulher. Qual Barbie Da Nova Gera&ccedil;&atilde;o Voc&ecirc; &eacute;? de 2017, este discurso n&atilde;o cola mais. M&iacute;dias sociais Adotam Medidas Para Combater Fake News Nas Elei&ccedil;&otilde;es degrau nos movimentos feministas, as mulheres adotaram a sororidade como palavra de ordem e t&ecirc;m demonstrado que a empatia leva &agrave; combina&ccedil;&atilde;o e, juntas, conseguem mais. — Tive a ideia por acaso, andando pela rua e sentindo pavor.</p>

<p>Nunca tinha parado para imaginar que eu tinha susto pelo caso de ser mulher. Meus colegas de ag&ecirc;ncia podiam temer a hostilidade urbana, no entanto como mulher a gente teme a ferocidade de g&ecirc;nero. Entre um &ocirc;nibus e outro, tive de cruzar uma pra&ccedil;a, ainda com mais terror. Vi que imensas mulheres fizeram o mesmo trajeto, por&eacute;m todas sozinhas. Fiquei pensando: e se eu tivesse ficado perto de outra mulher?</p>

<ul>

<li>Dois Filiais Regionais</li>

<li>4 - Tenha algu&eacute;m respons&aacute;vel pelas m&iacute;dias sociais</li>

be-social-on-social-media.jpg

<li>Procura de temas</li>

<li>2014 Atlas: Land Independente</li>

<li>Compreenda teu p&uacute;blico</li>

<li>1-Seu objetivo principal</li>

</ul>

<p>E se fossemos todas juntas? Com toda certeza sentir&iacute;amos menos susto. Da ideia para um card, publicado em sua p&aacute;gina pessoal no Facebook, da&iacute; pra constitui&ccedil;&atilde;o de um p&aacute;gina do Vamos Juntas, e a certeza de que milhares de mulheres sentiam o mesmo p&acirc;nico e queriam o mesmo acolhimento. Stories Por todo Ambiente! Como Usar Essa Ferramenta Em favor Do Seu Neg&oacute;cio , foram cinco 1 mil curtidas. Em duas semanas, chegava a 100 1000 curtidas e Babi estava, pela primeira vez, no Encontro com Fatima Bernardes para explicar tua proposta. T&atilde;o f&aacute;cil quanto eficiente, a ideia adquiriu ades&otilde;es de mulheres do Povo inteiro. 10 Ferramentas Pra Publicar Em Redes sociais abriu espa&ccedil;o pra depoimentos, e a empatia entre as participantes descreveu o quanto era furado esse neg&oacute;cio de que &quot;somos inimigas&quot;.</p>

<p>— A gente n&atilde;o pensa em se aproximar de outra mulher, fomos educadas a odiar a outra mulher, a competir, eu tenho de apresentar da roupa dela, da boniteza dela, do cabelo, preciso julg&aacute;-la. O que eu trouxe foi esse questionamento: por que, no final das contas, n&atilde;o est&aacute;vamos juntas? Vi que era uma amplo demanda. Percebi que movimento n&atilde;o era somente sobre irmos juntas, entretanto sim a respeito estarmos juntas.</p>

<p>Outro ponto a favor do Vamos Juntas foi democratizar o discurso feminista. Essa ideia de &quot;andarem juntas&quot; &eacute; muito f&aacute;cil de entender e obteve adeptas at&eacute; entre as mulheres que n&atilde;o se dizem feministas. Babi, que n&atilde;o era nenhuma ativista, e hoje d&aacute; palestras e tem livro a respeito do assunto, explica o fen&ocirc;meno.</p>

<p>— Uma mulher fala que n&atilde;o &eacute; feminista, todavia se voc&ecirc; perguntar se ela tem terror de percorrer sozinha pela via, se tivesse com outra mulher teria menos medo, ela vai expor que sim. E essa combina&ccedil;&atilde;o &eacute; com o objetivo de qu&ecirc;? Em benef&iacute;cio da igualdade! No t&eacute;rmino, &eacute; um movimento feminista certamente.</p>

<p>A ideia de as mulheres se darem as m&atilde;os pra que possam andar juntas extrapola as ruas e ganha novos contornos. H&aacute; coletivos de apoio que abrangem todas as &aacute;reas de atua&ccedil;&atilde;o femininas. &Eacute; o caso, tendo como exemplo, do Co.madre, que nasceu da inquieta&ccedil;&atilde;o da m&atilde;e, mulher e profissional Juliana Mariz. Ao preceber como era complicado conciliar carreira e maternidade, construiu um grupo no Facebook e, j&aacute;, sentiu uma empatia imensa por estas mulheres que tinham tal a equilibrar. — Quando minha filha entrou na escola, alguns meses depois de eu pedir demiss&atilde;o, conheci m&atilde;es na mesma circunst&acirc;ncia que a minha. Diversas saindo das organiza&ccedil;&otilde;es, mudando de profiss&atilde;o, ocasionando-se aut&ocirc;nomas ou empreendendo.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License